Corretores de imóveis e defesa da profissão certificada

As imobiliárias e os especialistas do setor defendem que a categoria deve lutar para que se torne obrigatório o curso de tecnólogo de gestor imobiliário para exercer a profissão de corretor de imóveis. Os cursos são feitos em dois anos. Atualmente, é exigido o curso de técnico em transações imobiliárias (TTI), com duração de 10 meses. Hoje 64% dos 240 mil corretores no Brasil já têm curso superior em alguma área. A intenção dos profissionais da área é criar um específico. Essa atitude irá refletir na qualidade do serviço e no profissionalismo.

Outro ponto que a categoria defende é que haja permissão para que imobiliárias atuem dentro do Simples. Hoje, isso não é permitido, mesmo que o faturamento esteja dentro do estabelecido pelo programa.

Outro avanço para o setor seria a inclusão da possibilidade de exigirem mais de uma modalidade de fiança na Lei do Inquilinato que traduziria uma segurança a mais para todos os envolvidos.

É importante conscientizar a categoria sobre a importância de declarar seus ganhos e pagar o INSS. Os corretores precisam ter em mente que vão se aposentar um dia e a aprovação da PLC pode ajudá-los a entender seus direitos e obrigações.

http://www.granadoimoveis.com.br/